Dois mil e nove

11 01 2009

Ano novo, vida nova! Pois é pessoal, um novo ano está começando agora e não há época melhor para repensar em tudo que aconteceu em 2008.

fireworks

Não sei quanto à vocês, mas pra mim, 2008 foi um ano de mudanças. E mudanças boas! Foi o ano que eu desencalhei nessa cidade, passei por uma cirurgia, consegui meu primeiro emprego (e não estágio)! O ano em que eu  comecei a ganhar meu próprio dinheiro para poder comprar as minhas próprias coisas (que eu sempre desejei ter). O Home Theater, o Nintendo DS e, finalmente, o computador novo são excelentes exemplos do que eu quis dizer com isso!

Mas 2008 não foi bom só para o lado financeiro, mas também para o lado da faculdade. Era meu segundo ano na faculdade… No primeiro, eu ainda estava naquele clima “pós-escola pública”, meio relaxado, querendo nada com nada… Tanto que tomei uma DP na cara e percebi como isso pode ser horroroso no futuro. Sofri nesse segundo ano a mais, por causa da DP, afinal eu tinha que estudar para mais provas e era um tempo em que eu poderia estar estudando para as provas das matérias que realmente eram do segundo ano, mas, felizmente, me livrei dela! Não só dela, como de todas as matérias do ano todo! Agora não devo mais matéria nenhuma pra faculdade e alcancei o resto da minha turma! Acreditem, isso tira um peso e tanto das costas…

2008 também trouxe novas amizades, e além delas, firmou ainda mais as amizades que já existiam. São tantos amigos que eu posso pensar (e dou graças a Deus por isso) que eu não sei se vão todos caber aqui. Se você, meu amigo, estiver lendo isso aqui e por acaso não ver o seu nome no meio, não se desespere! Ao invés disso, bote a culpa em mim que resolveu escrever isso às 4h30 da manhã de um domingo morrendo de sono e não teve tempo (nem forças) pra pensar direito…

  • Ao Ariel e ao (oi Zé!) que, mesmo eu tendo visto vocês pouquíssimas vezes nesse ano que se passou (e o Zé praticamente nenhuma, hehe), sempre estarão presentes em qualquer lugar que seja! Sinto saudades dos dias que nós, os Patos, saíamos para o 510 comer aqueeeele rodízio de pizza, mas eu sei que, não importa quando, é só marcar de novo que estaremos todos lá de novo!
  • À Fernanda e à Vanessa que, mesmo eu tendo visto menos ainda, ainda não consigo ficar um dia sequer sem pensar em vocês. São de vocês que vêm as melhores lembranças do Costa Manso, inesquecíveis, impagáveis, e que me fizeram crescer tanto!
  • Ao Maurício e ao Danilo, que, entre risadas, lutaram tanto ao meu lado pelas boas notas obtidas nesse ano, varando noite atrás de noite aqui em casa, ou em qualquer outro lugar! E depois, ao Amaury, o Pedro e até a Mariângela que juntaram e estudaram juntos também!
  • Aproveitando que falo do pessoal da faculdade, ao Vinícius, à Nicole, ao Bauru, ao Pigossi, e mais umas tantas pessoas do curso de Engenharia da Computação que se tornaram importantes esse ano pra mim, e que acabou rendendo boas risadas e uma excelente amizade na inesquecível viagem bate-volta pra Curitiba!
  • À Mariana, sem qual eu perderia boas tardes da minha vida sem fazer nada! Nunca conversei tanto com uma pessoa de tão longe em tão pouco tempo! Sempre alegre e sempre sorrindo, sempre me dava uma força a mais pra encarar o resto do dia de cabeça erguida!
  • E principalmente, à minha família, sem a qual eu não estaria aqui, não ficaria aqui e não me aguentaria aqui. Nos momentos altos e nos momentos baixos, sempre estavam presentes. Meu eterno agradecimento!

Eu consigo pensar em tanta gente mais pra agradecer, mas essas foram as que mais fizeram por mim esse ano! Meu muito obrigado à todas elas, e também para aquelas que não foram citadas, mas ainda assim, fizeram (e ainda fazem) parte da minha vida de alguma forma e que sempre terão um espaço aqui dentro.

No mais, um excelente ano pra todos, cheio de conquistas e vitórias! Muita alegria e felicidade! Que 2009 seja melhor que 2008, e que venham as surpresas! 😉

dia25 014





Shopping D

6 01 2008

Hoje eu fui no Shopping D! Sim, um nome que não faz muito sentido para um shopping, mas enfim… Essa foi a segunda vez na vida que fui nesse shopping, mas como da primeira vez eu era um pirralhinho minúsculo eu não lembrava de nada, ou seja, essa foi praticamente a primeira vez que eu cheguei a ver o shopping! 😀

Tudo estava indo bem: nos encontramos no Metrô Sta. Cruz e de lá fomos para a estação Tietê, que é do lado da Shopping D (basta atravessar a Marginal, se você conseguir suportar o cheiro, claro…). Chegando lá, estávamos eu e o Zé (Oi Zé!) ouvindo Hakuna Matata no MP4 quando, em um gesto brusco, o fone saiu voando da orelha dele, junto com a borrachinha que vai no ouvido. Mas güentaí! Cadê a borrachinha? Procuramos e procuramos no chão até o Zé resolver virar e dizer: “Ei, ela ainda está dentro do meu ouvido!”… Éow, tudo bem, pelo menos não perdemos a borrachinha… (Nota mental: lembrar de trocar a borrachinha do fone esquerdo) 😉

Beleza, continuamos a andar no shopping, dando muitas risadas com os outros e dos outros também, até… Bem… Acontecer um pequeno “acidente” com a calça do Ariel… Um rasgo fenomenal bem no meio da bunda! Ele pegou uma cadeira e sentou: “Daqui eu não saio!” Bom, vamos ajudar! Emprestei a minha blusa de frio pra ele amarrar na cintura e, então, poder andar sem ninguém notar o rasgo gigantesco. “Preciso de uma bermuda nova!” disse ele entrando numa loja de roupa qualquer. Depois de muitas risadas do resto do grupo, ele sai de lá com uma bermuda nova e vai se trocar. Maravilha, problema resolvido! 😀

Hora de almoçar! Mas, antes disso, uma partida de Bomberman no PSP! 3 jogadores! Ahh, vou ganhar! Ih, acabou a bateria… Deixa pra lá, vamos comer… McDonalds, maravilha! Saudades dele, não tem em Lins! Epa, tá caro… Ah, tudo bem, uma vez só não vai doer tanto…

Certo, e agora? Ah claro! Cinema! Onde melhor pra fazer digestão? 😉 Fomos ver o filme “A Bússola de Ouro”, muito bom! É uma trilogia que promete, recomendo a todos assistirem! A melhor parte é a luta dos ursos polares, que um deles… Bem, não vou contar, vocês terão que ver, e dar risada por 20 minutos assim como o Yuri fez! Só essa parte já vale o preço do cinema! 😀 Ei, peraí… Já acabou o filme? Ah bem, vamos esperar a continuação… Enquanto isso, que tal driblar os guardinhas do Cinemark pra assistir outro filme sem pagar nada? Eita, três deles seguindo a gente? Melhor não, vamos embora…

E agora aqui estou, já em casa, depois de um longo a proveitoso dia! Claro, tiramos fotos (muitas), mas está na câmera do Ariel, então depois eu coloco aqui… Ou no Orkut, talvez?

E dia 10 chegando! Vou pra Serra Negra, ficar mais preto do que já estou! Hoje comecei a descascar no ombro, maldição… Mas, fazer o quê? É o preço a se pagar pra ficar bronzeado… 😉

@ Crush 40 – I Am… All Of Me





É Natal!

24 12 2007

Fala pessoal! Quanto tempo, não? As coisas estão corridas aqui, não estou parando em casa direito ultimamente, vivo saindo! Cada hora estou num lugar! Acho isso ótimo, pois as férias foram feitas pra você sair e se divertir, não?

Na última sexta-feira eu fui no Shopping Morumbi e lá eu me encontrei com uma BIG galera insubstitutível! Estavam: Cris, Katy, Ariel, Zé, Yuri (durante umas poucas horas só), Marina (amiga da Cris, já tinha visto ela em algum lugar antes) e a Bruna (irmã da Cris que chegou depois)! E foi ótimo! Rimos, comemos, nos divertimos e zuamos! Quer coisa melhor? 😉

E agora estou aqui, madrugada da véspera de Natal, data linda maravilhosa, onde ganhamos muitos presentes (e damos alguns também, claro) e temos todo aquele conforto de sempre e um jantar magnífico! Época de festa é uma beleza, não?

Já sei o que vou ganhar de Natal e alguns presentes até já ganhei antecipadamente, mas como eu quero manter o espírito natalino eu não vou postar aqui o que eu ganhei até o dia 25! 😉

Fiquem aí com o Papai Noel que foi dominado pelo capitalismo/consumismo!
Papai Noel Malvado

Brincadeira, brincadeira… Natal é uma coisa legal, então fiquem com uma imagem bonitinha! =D
Papai Noel





Re-estreiando

13 12 2007

Como diria nosso amigo Mario: “I’m-a back!”

Pois é pessoal, estou de volta à todo vapor! E bota vapor nisso!
Cheguei em São Paulo e as coisas já estão começando a melhorar pro meu lado! Cheguei na segunda e na terça já me encontrei com o Ariel e a Katy para enviarmos o inesquecível Dreamcast para o Guto, que tenho certeza de que também irá concordar com esse adjetivo. Até hoje não vi um vídeo-game tão versátil quando o Dreamcast. E não estou falando apenas de jogos, mas sim de tudo o que esse console faz, é uma beleza, foi uma revolução! Você pode transformá-lo em quase um mini-PC pessoal, uma mão na roda nas horas que você mais precisa! Mas enfim, continuando…

E hoje, terça-feira (não levando em consideração que já são 3h da manhã da quarta-feira), me encontrei com ela… Sim, ela… Ela que anda mudando a minha vida já faz mais de um mês… Pois nós dois juntos nos completamos: eu a fiz acreditar que ainda existe um pouco de conto de fadas no amor, e ela me fez encontrá-lo. Sim meus senhores e minhas senhoras, depois de um ano e meio de espera, estou, finalmente, namorando!

E o dia foi simplesmente perfeito… O encontro que eu tanto sonhei, que eu tanto desejei… ali, acontecendo, inacreditável… Nenhuma palavra pode descrever a sensação que se sente na hora… Apenas o fato de estar ali, estar presente, sentir a presença da pessoa que amamos, saber que é real… E ainda da forma que sempre sonhamos? Não tem sensação melhor… Pois o dia 12/12 vai entrar pra história como o dia que eu encontrei aquele pedaço de conto de fadas que faltava na minha vida, o dia que eu acreditei que tudo é possível, o dia que eu senti uma das maiores felicidades que alguém pode sentir…

E claro, de quebra tinha que acontecer alguma coisa inesperada… Encontrei o Zé no shopping! Coisa de louco, que mundo pequeno! Oi Zé! De quebra agora você já conheceu a Nayara! (And in reverse)

Agora, devo ir dormir, já é tarde e estou aqui escutando o CD de músicas que a Nayara me deu de presente… E hoje, podem ter certeza, vou dormir bem. Algo de bom tinha que acontecer nesse final de ano, não? 😉

Fiquem com a letra de uma musica que eu nunca poderia sonhar em colocar aqui… (alguns amigos meus vão me bater ao ver isso aqui… XD)

 

Quando Eu Te Encontrar
Biquíni Cavadão

Eu já sei o que meus olhos vão querer
Quando eu te encontrar
Impedidos de te ver
Vão querer chorar
Um riso incontido
Perdido em algum lugar
Felicidade que transborda
Parece não querer parar
Não quer parar
Não vai parar

Eu já sei o que meus lábios vão querer
Quando eu te encontrar
Molhados de prazer
Vão querer beijar
E o que na vida não se cansa
De se apresentar
Por ser lugar comum
Deixamos de extravazar, de demonstrar

Nunca me disseram o que devo fazer
Quando a saudade acorda
A beleza que faz sofrer
Nunca me disseram como devo proceder
Chorar, beijar, te abraçar, é isso que quero fazer
É isso que quero dizer

Eu já sei o que meus braços vão querer
Quando eu te encontrar
Na forma de um “C”
Vão te abraçar
Um abraço apertado
Pra você não escapar
Se você foge me faz crer
Que o mundo pode acabar, vai acabar





Quem elas me lembram?

20 11 2007

Pois aqui estou eu de novo! Dessa vez para o prometido post sobre as músicas… Para quem não sabe, eu simplesmente pego minha playlist inteira de músicas e vou colocando aqui o nome de cada uma e o que essa música me faz lembrar… Vamos lá então!

  • Michael Jackson – Give In To Me: Grande Cadu! Hahaha! Me ensinou a tocar isso no violão (que eu já esqueci)! Foram semanas cantando essa música dentro da sala, e eu tentando ensinar a letra pra ele… =P
  • Nickelback – Hero: Essa me lembra o Jorge, pois um trecho dela faz parte uma animação/sátira de Matrix que vivíamos assistindo… Procurem: The Matrix Has You e também The Matrix Still Has You! Muito bom! =D
  • Maroon 5 – Sunday Morning: Essa música me faz lembrar da Fê, que me introduziu da pior maneira possível à esse grupo… Hahaha 😄
  • Michael Jackson – Liberian Girl: Essa me faz lembrar da Rafa, esposa!!! Mostrei essa música pra ela um dia no MSN e ela acabou gostando! Mandei pra ela (assim como muitas outras) e agora estamos aí, escutando! ;D
  • Santana – Smooth: E quem, além da minha mãe, essa música iria me fazer lembrar? Inexplicavelmente única, te amo mãe!
  • Rush – YYZ: Grande Vanessinha, nossas guerras no Guitar Hero, e essa música fez parte de muitas! Clássica!
  • Supertramp – Oh Darling: Meu pai, a pessoa que me mostrou esse grupo e consequentemente me viciou nessa música… =P Até hoje nunca vi ninguém que escuta Supertramp a não ser ele, haha… 😄
  • The Cranberries – Kiss Me: Naaaay…. *sonhando* =)
  • Michael Jackson – Thriller: Minha tia que me agüenta aqui todo santo dia! Ainda lembro dela me dizendo como a batida dessa música faz ela ter uma vontade louca de dançar! (Realmente, essa é a melhor música do mundo – foi o disco que mais vendeu no PLANETA!)
  • 30 Seconds To Mars – Echelon: Minha irmãzita, que há pouco tempo me passou o CD dessa banda, e eu acabei gostando dessa música (que eu acho que já escutei em algum lugar…)
  • Jamiroquai – Seven Days In Sunny June: Minha mãe de novo, big-fã de Jamiroquai… Peguei essa música pra ela ouvir, mas quem escuta mais sou eu mesmo… Hehehe 😄
  • HIGH and MIGHTY COLOR – Ichirin No Hana: ARIÉÉÉÉÉOW!!! Ainda precisamos terminar esse maldito vídeo e fazer o outro daquela música que eu não lembro do nome agora, que eu era o back-vocal! E o Zé! Oi Zé! 😄 (puta merda, isso é um vício incontrolável! iauheiAUHeiaheiH)
  • The Cranberries – Linger: Naaaaaay de novo! *-* “And I’m in so deep… You know I’m such a fool for you…”

Bom… chega de músicas… Meu HD antigo morreu pouco tempo atrás e minhas músicas foram com ele, então ainda estou tentando recuperar elas… ú.ù

Um abraço à todos, e fiquem aí escutando a última música desse post…

@ The Cranberries – Linger

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA





Internet, aleluia!

4 10 2007

Finalmente! Comprei um modem novo (e um filtro de linha também, claro =P)! Agora ninguém me segura! ò.Ó

Pois bem, vamos às novidades! Fiz a prova de Geometria Analítica! E estava mais fácil do que eu pensava, acho que consegui tirar um nove! A prova estava, como era de se esperar, enorme, e eu terminei tudo em cima da hora, foi uma correria doida… E a falta de folha então? Nossa senhora! Caiu um exercício de translação e rotação e esse tipo de exercício é gigantesco! Só ele ocupa duas folhas, e eu só tinha duas folhas pra fazer a prova toda!!! Você já deve ter visto que houve uma certa economia de espaço… Contas amontoadas, setinhas apontando a direção do exercício, contas fora das margens… Até tive que usar a parte de trás da própria folha da prova, credo! Pra vocês terem uma idéia, aí vão alguns links de um típico exercício de duas folhas:

Exercício 1
Páginas: 1 2 3 4

Exercício 2
Páginas: 1 2 3 4

É, pois é… enorme… Fácil, porém trabalhoso… Mas eu consegui! Acho que foi uma das melhores provas que fiz até hoje (tirando as de Fundamentos da Computação que é um dez na certa ;D)!

Ah, e outra! Falando em provas, saiu minha nota de Cálculo! Eu prometi pra mim mesmo que iria tirar um oito nessa prova… Pois foi quase! Tirei 7,8! Viva!!! Hahaha! E também recebi a prova de Laboratório de Física! Fechei com 7,6… Errei um exercício da prova e isso me custou quase 5 pontos dela! ARGH! >_<

E eu estou oficialmente no blog Vida Universitária! O Rafael (editor) gostou do meu jeito de escrever e me chamou pra escrever lá! O Zé desacreditou, né Zé? Oi Zé! AIUehAIEHUHAEUIiuAHEUIEaaUIEA 😄
Se quiserem ver meu primeiro post, que é na verdade uma pequena apresentação minha, clique aqui! Claro, esse blog continua de pé, não se preocupem! ;D

Esse fim de semana vou pra São Paulo! Maravilha! =D Mas tenho que admitir que já virou quase uma rotina… No começo era sempre uma expectativa, batia aquela saudade, aquela vontade de voltar pra casa… Mas agora não tem mais essa expectativa. Acabei gostando daqui de Lins mais do que eu pensei que fosse gostar, então ao invés da expectativa de ir, me bate a saudade de deixar… Claro, eu morro de saudades de todos de São Paulo, e por isso eu viajo, mas quando acabo indo pra lá sinto saudades daqui…

Estranho. Minha vida se dividiu em duas. Pois é… Estranho como a gente cresce… Mas o mais estranho é perceber que estamos crescendo… É uma sensação diferente, um aperto no peito, mas um aperto legal de sentir, com um ar de desconhecido… Na verdade, estamos mesmo entrando num mundo desconhecido… Será que só eu percebo isso? Eu acho que não, acho que todos nós sentimos, mas cada um de um jeito… O pessoal que faz faculdade na cidade em que já moram acho que não devem sentir isso que sinto, mas em compensação devem sentir outras coisas que eu deixo de sentir, como por exemplo o fato de ter que pagar a própria faculdade e aprender o real valor do dinheiro… Eu, por exemplo, ainda não sei o real valor do dinheiro… Não pago faculdade (bolsa integral) e não trabalho, mas em compensação eu tenho mais peso nas minhas costas, como o fato de não poder desleixar e pegar DP…

É, uma coisa completa a outra, eu acho… No final todos iremos nos tornar adultos, mas com a diferença que cada um traçou o caminho que achou melhor. Acostumado com escola e ensino médio, com aquele clima que “todos estamos no mesmo lugar e seguindo o mesmo caminho”, e de repente essa sensação se quebra no finalzinho do último ano, quando percebemos que pode ser a última vez que veremos algumas pessoas que ali, na hora, classificamos como amigos inseparáveis. Percebemos também que, saindo da escola, cada um irá seguir sua vida, e não há nada que possamos fazer para evitar isso…

Momentos eternizados é como eu gosto de chamar aquelas fotografias que sempre iremos lembrar, aquelas épocas que não voltam mais, mas que queremos que dure pra sempre, aquelas pessoas que de alguma forma marcaram nossa vida – seja de uma maneira boa ou ruim. Mas, infelizmente, alguns momentos não ficam registrados em fotografias, então só nos resta a memória para guardá-los. E são muitos – felizes ou tristes: O inesquecível dia que nos deixaram: uma coisa que ninguém acreditava que poderia acontecer, um aviso no mural, um dia de luto – o pior dia de todos os 3 anos de ensino médio que eu poderia me lembrar. Mas também, aquele outro dia inesquecível: quando a Fernanda voltou pra escola, berros na rua, um abraço improvisado, seguido então de uma surpresa geral: ela não estava mais na mesma sala que eu… Mas foi uma tristeza que em breve iria ser transformada na mais completa alegria, com as perfeitas amizades que iriam brotar após isso. Se não fosse por esse fato, o marcador “Vanessa” não iria aparecer no final desse post… 😉

Saudades, momentos eternizados… Para relembrar e exemplificar tudo isso, nada melhor que uma das mais perfeitas fotos que tenho no computador, foto essa que pode arrancar lágrimas dos mais sensíveis:


(clique para ampliar)

É o tipo de coisa que costumo refletir de vez em quando, relembrar os melhores momentos…
É a vida de um universitário

@ Colors – Crossfade

Desculpem o post enorme, mas eu avisei que quando conseguisse um modem eu iria postar bastante coisa ;D
Eu adoraria se vocês comentassem… =)





Estou aqui!

2 10 2007

Não, eu não morri, eu ainda estou aqui! Só continuo sem um modem… Amanhã provavelmente conseguirei comprar um, e vou montá-lo no computador! =D

Também estou com planos de comprar um Pen-Drive de 2GB, no mínimo… Mas se eu conseguir dinheiro quero um de 4GB! E eu ainda tenho que pagar o Ariel pelo sagrado monitor dele! Aimeudeus, tá danado… Preciso começar a trabalhar, urgente =P

Amanhã tenho prova de Geometria Analítica e Álgebra Linear e a matéria é tão grande quanto o nome dela! =P Coisa de louco, translação e rotação… Jesus credo =P

Esse post vai ser curto… Queria escrever bastante coisa, mas o tempo não me permite… Quando conseguir um modem e o meu PC conseguir entrar na net numa boa, eu escrevo tudo o que vier na cabeça, hehe…

Até lá, um abraço!

E o Zé! Oi Zé!
(não aguentei XD)