Psiu…

23 10 2008

Uma coisa engraçada aconteceu hoje… Parece bobo, mas chamou a minha atenção… No campus da minha faculdade também tem uma escola de ensino médio, que é da mesma instituição mantenedora da faculdade. Logo, universitários de ensino superior e estudantes de ensino médio vivem se encontrando pelo campus. Pois bem…

Lá estava eu, saindo da faculdade com mais 3 amigos, em direção à portaria. Era meio-dia e pouco, horário de saída do ensino médio, logo, muitas mães estavam indo buscar seus filhos… Ou filha, nesse caso.

Andando, eu olhei pra dentro de um carro. De todos os carros estacionados ali, eu olhei pra um. Dentro, uma mãe, loira, no volante. No banco do passageiro, sua filha. Olhei pra ela, era bonita, altura mediana, cabelos longos, soltos e pretos (ou talvez castanhos?), gostei. E ela olhou pra mim também. Nos encaramos um pouco antes de voltar o olhar pra frente. Mas eu voltei a olhar pra ela. E ela também. Percebeu, e desviou o olhar… Mas, logo em seguida, olhou mais uma vez! Sim, não indica nada, mas mesmo assim é incomum uma pessoa encarar três vezes seguidas outra pessoa… Para não quebrar o pescoço, voltei a olhar pra frente (estava andando).

E então escutei…

 

Psiu…

Psiu…

 

Parei, olhei pra trás. Ela estava lá, com a cabeça pra fora do carro, olhando pra mim. Quando viu que eu me virei, tornou a entrar com a cabeça pra dentro do carro de novo. Vi uma agitação entre ela e a mãe, quando escuto: “Vai lá, cara!” me diz um amigo.

Mil pensamentos na minha cabeça: “Ir? Como? E falar o que? E quanto à mãe dela?”. Mas resolvi ir. Só que, ao dar o primeiro passo, duas crianças menores chegaram correndo e entraram no carro. “Muita gente.” pensei, e desencanei. Voltei a seguir meu caminho. E foi então que percebi…

Deveria ter ido mesmo assim…

Estou aqui em Lins faz 1 ano e 8 meses e nunca fiquei com ninguém daqui. Só de São Paulo, quando vou pra lá. Mas, com emprego aqui agora, minhas idas pra cidade grande vão ficar cada vez mais raras, então quero mesmo é arrumar alguém daqui da região. E, quando finalmente, uma garota bonita vem e me dá bola, só porque tinha muita gente com ela, eu não fui conversar… Pois é, acabei de mudar meu jeito de ser. De agora em diante, dane-se quem estiver em volta. Vou, e vou mesmo.

Eu sei, história boba… Mas me chamou a atenção. E sim, pretendo passar mais vezes por lá perto do meio-dia… Quem sabe eu num recebo uma segunda chance?

 

@ Makes Me Wonder – Maroon 5


Ações

Information

6 responses

24 10 2008
Júnior

Eu acho que é o jeito estranho que faz cada um especial. Se todos fizessem a coisa certa no momento certo, a vida se tornaria errada.

Irônico, não é mesmo?

24 10 2008
ARiEL

Só uma palavra: beeeeeesha! HAUAHuaHuaHaUhAUhaUahUAHuaHU

7 11 2008
naakey2

isso é pedofiliaa!! vou ligar pra polícia já! HIUAHEIHAEIUHIUEAHIUHEA

8 11 2008
Victor François

engraçado eu ler Makes Me Wonde – Maroon5 (minha música preferida deles) um dia antes do show! hahahaha

coincidência!

8 11 2008
Victor François

wonder*

9 12 2008
cris

essa história por mais boba que se pareça pode nos dar uma lição de moral , viva cada dia como se fosse último , sem perder as oportunidades que a vida nos oferece ,perdemos tantas coisas legais que poderiam ter feito parte da nossa história de vida por medo .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: