Consegui!

31 07 2008

Pois é, pessoal! Consegui, finalmente, comprar meu tão aguardado Nintendo DS! 😉

nds

Foi tão lindo quando eu vi essa caixa minha mão! *-* E caracas, como ele faz milagres!!!

Os jogos são simplesmente phodásticos! Só pra citar alguns dos melhores (na minha opinião): Elite Beat Agents, Mario & Luigi: Partners in Time, Trauma Center: Under The Knife 2, Kirby Canvas Curse, The Legend of Zelda: Phantom Hourglass, Metroid Prime Hunters, Rayman Raving Rabbids 2 e muitos outros mais!

E a bateria dura, hein… Conseguiu agüentar a viagem São Paulo > Araraquara > Lins inteirinha sem acender a luz vermelha (que indica que a bateria está nos seus últimos 30%) e com o nível da luz de fundo no máximo! Maravilha! 😀

nintendo_ds_covalt_black_lapiz

Agora, o próximo passo é comprar um roteador sem-fio! Hahaha! 🙂 Aí sim a coisa vai andar com jogatinas online! Falando nisso, quem quiser trocar Friend Codes, só avisar/mandar mail/deixar comentário! Os jogos que eu já possuo Friend Codes são Metroid Prime Hunters e Mario Kart DS! Os outros só vou conseguir quando pegar um roteador! Fiquem no aguardo! 😉

Um beijo à todos! 😀





Anos 80

22 07 2008

Às vezes eu realmente acho que nasci na época errada. Pelo menos quando se trata de música!

napistanw2

Eu adoro música dos anos 80, antigas! São as melhores músicas que existem pra dançar! Não, não dá pra dançar com techno… É sempre a mesma coisa você só fica balançando de um lado pro outro com cara de besta. Prefiro muito mais dançar as músicas dos anos 80! 😉

Caracas, se eu tivesse nascido uns quinze anos antes (leia-se: 1974) eu iria achar o máximo! Se eu tivesse a idade que tenho agora, mas tendo nascido quinze anos atrás, estaria em meados de 1993, e isso significa época de Michael Jackson!!! 😀

michael-jackson-moonwalker

Sim, eu juntaria uma puta grana só pra ir ver esse sujeito dançar! É uma pena que agora ele não faça mais shows (se fizer, é capaz de o nariz sair voando 😛 ), pois eu iria em um com toda a certeza!!

Mas calma, por mais difícil de acreditar que isso possa ser, eu não escuto só músicas dele… E é por isso que fiz uma pequena listinha das músicas dos anos 80 (ou por volta disso) que eu acho que são phodásticas! Recomendo à todos! 🙂

  • Simple Red – Sunrise
  • The Beatles – Help!
  • Supertramp – Oh darling
  • Tears for Fears – Break It Down Again
  • Bee Gees – Stayin’ Alive
  • Dire Straits – Sultans of Swing
  • Mr. Mister – Broken Wings
  • A-Ha – Take On Me
  • Supertramp – Take The Long Way Home
  • Depeche Mode – Strangelove
  • Eurythmics – Sweet Dreams
  • Simple Minds – Mandela Day
  • Guns N’ Roses – Live and Let Die
  • Supertramp – The Logical Song

Realmente, muito boas! O que vocês acham? 😉

Um beijo à todos!





Vida trabalhadora

9 07 2008

Pois é, como todo bom universitário sabe, estudar não é o suficiente e realmente acaba tendo uma bela despesa (mesmo pra quem é bolsista integral como eu)… Então, precisamos arranjar dinheiro de alguma forma, certo? E qual seria essa melhor forma? TRABALHANDO! 😀

Sim senhoras e senhores, estou bem no meio daquele tão caótico mundo dos trabalhadores da cidade de São Paulo, que vai desde o vuco-vuco na condução até as pressões e dilemas nos empregos! Sim, empregos, no plural, pois não estou só com um não! Estou com dois empregos, para tentar arrancar o máximo de dinheiro possível nessas férias! Tá certo, não são empreeeeegos… É um estágio e um bico, mas poxa, é igualmente cansativo! Tô até trazendo trabalho pra casa, credo! Mas eu realmente quero comprar uma coisa antes de voltar pra Lins… O que eu quero conseguir até o final do mês? Um Nintendo DS com um Flash Card R4 e um MicroSD de 4GB. Sim, muitas coisas, e coisas caras, mas vocês verão: vou conseguir comprar tudo e ainda vai sobrar um trocadinho pra eu comprar meu querido churros na estação São Judas do metrô! Ô dilícia! 😀 E eu não engordo, maravilha!!!! Hahahaa! 😀

Mas sério, a coisa tá osso… Desde que eu cheguei em Sâo Paulo ainda não vi nenhum amigo! 😦 Claro, o pessoal do trampo são meus amigos, mas eu quis dizer amigos de fora do trampo… Mas, se Deus quiser (e não quiser também) o Ariel vem aqui em casa no sábado, onde a jogadeira vai comer solta por aqui! OPÁÁÁ!!! 😀

Mas eu gosto dessa correria toda, sabem por que? Porque eu gosto de me sentir parte de algo maior, algo que eu já disse em outro post! É gratificante, me faz sentir bem e melhor durante o dia sabendo que o que eu estou fazendo ali na hora vai servir para ajudar em alguma coisa mais pra frente! 😀

E sabe uma coisa engraçada que, quando você trabalha dia após dia no mesmo lugar é difícil de notar, mas que, para alguém que voltou depois de alguns meses (no caso, eu), é muito legal? As mesmas pessoas que você encontrava alguns meses atrás continuam na mesma rotina, nos mesmos horários, nos mesmos locais! Sério, quando eu sentei no mesmo lugar que tinha sentado há seis meses na empresa onde estou trabalhando, nem parece que haviam passado seis meses! Estava tudo igual, como sempre foi, as mesmas pessoas…. Até o sujeito que eu comprava churros no ponto de ônibus estava lá! E o mais impressionante: ele lembrou de mim!

As mesmas pessoas que pegavam ônibus com você, os mesmos motoristas e cobradores que você cansou de xingar pelos mais diversos e variados motivos, e até o mesmo cara que tem uma mochila idêntica a tua e que pega o mesmo ônibus que você! Sério, não parece que se passaram seis meses desde a minha última vinda para São Paulo! 😀

Bom, me empolguei, falei demais, estrapolei e até rimei! 😄
Um beijo e um abraço pra todos! E lembrem-se que tudo na vida tem um lado bom, basta enxergá-lo! 😉

@ Angel Island Zone of Sonic the Hedgehog III – Super Smash Bros. Brawl





Inestória – E o tempo passa…

3 07 2008

Olá meus queridos!

Faz um tempinho que não nos falamos (desde o fim do ano!). Pois é, desde quando entrei na CATS minha vida mudou!

No entanto, tenho uma má notícia. Tenho uma boa também, mas como o clássico, vou começar com a má: a garota que era rastreadora da minha mesa morreu. Um rato mordeu o dedo dela quando a casa dela foi invadida por uma população de camundongos de esgoto. 781 ratos invasores, para ser mais exato. É que onde ela morava há 22 anos não baixava fiscalização de saneamento básico, formando assim uma população imensa de ratos, baratas e outras pragas que não conseguiram se suportar no esgoto e tiveram que invadir alguma casa. A dela foi escolhida. E um deles mordeu o dedo da moça. Triste fim.

A boa notícia é que com a morte dela, contrataram uma garota nova para trabalhar comigo. A mais linda que eu já vi na vida. A moça é uma moça direita: tem leves paralisias do lado esquerdo do corpo. Tem os traços finos, pele lisa como a de um damasco, voz suave e fanha, como a de um anjo. Usa pequenos e delicados óculos de 7 graus míopes que combinam com o rabo-de-cavalo que ela sempre usa. O nome dela é Maria José Antônio da Silva. Foi amor à primeira vista.

Juntos nós fazemos uma ótima equipe. Sempre que há um trote pra minha linha, ela ri de tudo o que eu falo. Tem ótimos papos, sabe até a tabela do brasileirão! Tudo bem que ela torce pro Corinthians, por isso a única tabela que ela segue é a da série B. Mas tudo bem, isso faz parte.

Outro dia estava eu na minha mesa. Quando ela vai ao banheiro, sempre empurra a cadeira pra trás, dizendo “vou fazer um pip’s e já volto”. Só que neste dia, era eu quem queria ir ao banheiro. E o pior: era pra fazer o número 2. Como eu ia falar isso pra ela?! “Vou fazer um pop’s e já volto”? Não. “Vou fazer um coc’s” também não rolaria, perderia o encanto. Bem, rezei bastante até que Cyril, nosso Takayama, resolveu me iluminar: “Maria, eu vou ali e já volto.” Mas ela, de modo sutil e sem malícia, perguntou: “Vai fazer o quê?”. Rapidamente, já a alguns passos longe dali, respondi com o clássico: “Vou passar um fax”.

Entrei na cabine e me livrei da aflição. Enquanto eu “deixava a trança cair”, ficava de ouvidos atentos. Talvez vocês, mulheres que estão lendo este texto não saibam, mas todo homem segue uma lei específica, a lei do CH (Código do Homem). O Artigo 172 §2º diz que “Enquanto estiver o homem em seu trono, aliviando-se de suas necessidades fundamentais – cagando ou punhetando – deve lembrar de fazer isso em silêncio, salvo nos casos em que se tratar de banheiro individual”. O banheiro da CATS costuma ficar com a luz desligada. Liga para usar e desliga quando sair. Só que se tiver uma porta de alguma cabine fechada e a luz acesa, com certeza tem alguém usando. Só que alguns espíritos-de-porco, mesmo sabendo disso, entram no banheiro, fazem o que tem que fazer e vão embora, desligando a maldita luz logo em seguida. Não que fazer cocô no escuro seja ruim. O ruim mesmo é ter que limpar sem enxergar nada. Minha sorte é que o meu celular estava comigo. Deixei o display dele aceso e fui feliz.

Sexta-feira eu fui para um barzinho com o pessoal. Na volta, enquanto eu levava a Maria pra casa, fui parado por uma blitz. Fiquei arregaçado de medo, já que meu trauma desde a última blitz ainda não estava sanado. O policial pediu para que eu saísse do carro e colocasse minhas mãos no capô. Me revistou, pegou meus documentos e pediu para eu baforar. Neste momento, passou do outro lado da rua, uma mulher de mini-saia com uma bolsa na mão. Em seguida um motoqueiro parou, saiu de sua moto e começou a dar fortes tapas na cara da moça. Depois começou a fazer coisas pervertidas com ela, tudo isso na frente do policial que estava medindo o meu bafo. “Não vai fazer nada?!” perguntei. Sagaz, ele respondeu: “Eu estou ocupado medindo teu bafo. Prendo você primeiro, depois prendo o outro meliante. E se continuar a falar merda vou te prender por desacato, hein!”. O motoqueiro terminou de estuprar a moça, pegou a bolsa dela, montou na moto e foi embora. Eu, por passar raspando, fui detido por beber um pouco a mais. No dia seguinte saí com um registro na ficha. Vai entender!

E, para finalizar, um trote atendido por mim.

SACANA: Alô, Cleverson!

EU: Sou eu.

SACANA: Cleverson, é o seguinte, seu puto! Estamos com o seu filho!

EU: Vamos parar com os xingamentos, por favor.

SACANA: Eu estou com o seu filho e vô matá ele se você num fizer o que eu to falando.

EU: Eu não entendi o porquê você me chamou de puto.

SACANA: Presta atenção, maluco!

EU: Puto maluco? Sou praticamente um pederasta!

SACANA: Que?

EU: Pederastia, rapaz! Não sabe o que é isso?

SACANA: Não interessa, para de fugir do assunto, porra! Presta atenção no que eu vou dizer.

EU: Pederastia foi o que seu pai praticou pra te fazer.

*Alguém berrando no fundo*: AAaaahh pai! Ele cortou minha orelha fora! Ele cortou!

SACANA: Eu disse que era pra prestar atenção, cacete!

EU: Você cortou o quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

EU: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: Olha, eu cortei a orelha do seu filho, não a sua.

EU: É mesmo. Mas o que você cortou dele mesmo?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A orelha.

Eu: O quê?

SACANA: A olhera.

Eu: Ah, errou!

SACANA: Escuta aqui, eu cortei a orelha do seu filho! Não ta preocupado se ele vai te ouvir?

EU: É verdade. Mas acho que mesmo sem orelha dá pra ouvir, né? Pergunta lá pra ele se ele consegue escutar sem orelha.

SACANA: Eu cortei a orelha do seu filho e você não vai fazer nada?

EU: Hum… Faz o seguinte, corta o pinto dele fora. O maior sonho dele é ser eunuco. Realiza isso pra mim, por favor?

SACANA: Ah, saquei! É do esquema! Sujou! *Click! Tu, tu, tu, tu…*

Um beijo a todos vocês! Até breve!

Por: Ariel Salgado Nascimento.

====================================================
As Inestórias de Epiriquidiberto – Todas as quartas-feiras de noite, aqui na Vida de um Universitário e no Castelo de Marfim.