Viajando sozinho

17 04 2008

Sim, eu já postei uma vez sobre como é viajar sozinho e morar longe, mas eu preciso falar disso de novo. Até porque, eu acho que esse post meu acima não veio parar nesse blog e eu gostaria de compartilhar algumas coisas.

Viajar, claro, estamos todos acostumados. Alguns mais que outros, mas a idéia geral de viajar com a família todos nós já sabemos. Com a família. Sozinho é bem diferente!

Não, não vou criticar (apesar de que parece que eu vou meter o pau aqui); na verdade, vou é dizer como viajar sozinho pode ser uma coisa maravilhosa! Sim, pode ser meio solitário e companhia sempre é bem-vinda, mas é que às vezes precisamos de um tempo sozinhos, e durante uma viagem, esse é o melhor jeito para repensar sobre a vida.

viagem

Você aprende muito viajando sozinho, e não estou falando em relação à “saber se virar ao viajar sozinho”. Durante a viagem você tem tempo para repensar na vida, nos seus objetivos e nas suas metas. Tem tempo para repensar sobre o caminho que você irá tomar para alcançar esses objetivos. Esse tempo que você tem agora é o tempo que você não tinha no momento que precisava pensar, no momento que precisava tomar algumas decisões. É nesse tempo que você vai perceber se as suas escolhas nos últimas dias, meses ou até anos valeram a pena. É nesse tempo que você irá programar as suas escolhas para os próximos dias, meses ou anos.

Claro, isso não é a única coisa que acontece quando se viaja sozinho. Outra coisa, que alguns podem achar chato, mas eu particularmente acho legal, é conhecer novas pessoas nessas viagens. Aquela senhora estranha que senta ao seu lado, que, a primeira vista, você pensa que é uma completa mala-sem-alça, pode acabar sendo fruto de muitas risadas e animação para o resto da viagem. Seja rindo com ela ou rindo dela. Sim, isso é fato: uma das minhas primeiras viagens foi ao lado de uma senhora dessas que passou o resto da viagem tentando fazer com que eu e outra garota no banco do lado ficássemos juntos. E por Deus, ela nao desistia! Lembro perfeitamente dela dizendo: “Henrique, seus hormônios estão à flor da pele!” Nossa, como eu dei risada essa viagem. Inesquecível!

Naturalmente, e quem me conhece bem pode dizer com certeza, não rolou nada por nenhuma das partes. A senhora ficou desapontada, claro. Mas ela criou uma amizade muito boa naquela viagem. Eu e a garota acabamos por trocar Orkuts e até hoje nos falamos, nem que seja um pouco!

Claro, tiveram outras viagens como essa. Uma delas rendeu bons contatos profissionais até. A senhora conhecia alguns professores da minha faculdade, entrou em contato com eles e me arranjou serviço! Quem diria? Ainda existem almas caridosas nesse mundo que não pensam só em roubar dos outros, mas sim em ajudar. Sou muito grato à ela.

Mas, tirando essas experiencias de lado, a coisa que realmente é gratificante ao viajar sozinho é a sensação de liberdade.

É você poder olhar pro céu azul, abrir os braços, e gritar! Não, eu nunca fiz isso, mas é essa a sensação! Quando se viaja sozinho, você se sente livre, solto de tudo o que te prendia antes, livre de todos os problemas! E, convenhamos, respirar um ar diferente daquele com o qual você esta acostumado faz toda a diferença!

Por quê eu estou postando isso? Porque amanhã eu estarei em mais uma viagem, dessa vez, para a minha querida São Paulo! Rever a família, os amigos, os lugares no qual eu passei a minha vida toda freqüentando! Lembrar que existem avenidas com mais de duas faixas! Poder comprar coisas eletrônicas por um baixo preço sem precisar recorrer à idas ao Paraguai! Ahh, São Paulo, de tudo um pouco!

4247274

Fiquem aí com algumas fotos da paisagem comum nas viagens Lins-SP:

100_0173

100_7841

2

1

E graças a Deus eu não fui em nenhuma viagem sentado ao lado de algum gordo fedido desagradável. E realmente espero que isso não aconteça amanhã!!

 

@ Red Tailed Fox – Sonic the Hedgehog 3 Aquatic Pressure (OC Remix)


Ações

Information

4 responses

18 04 2008
Nath

Ou, do lado de um velho cheio de tatuagens e piercings que passou a viagem toda tentando convence-lo a furar o nariz e escrever o nome de alguém no seu braço, né?
Garanto para você que isto é tão repugnante, constrangedor, e pertubador quanto!
Infelizmente, nunca tive muito tempo para pensar na minha vida ou para curtir a sensação de liberdade viajando sozinha. Sou azarada demais para ter esses privilégios. Sempre acabo sentando ao lado dos tipos mais esquisitos! E põe esquisito nisso!
Ainda assim, gostei do texto e do seu estilo de escrita.
Essa é a minha primeira visita ao blog. E, pelo jeito, será a primeira de várias.
=)

14 12 2008
Leo

Muito bom o texto.
Viajar sozinho deve ser mesmo bom para se refletir quanto as coisas da vida.
Valew pelas dicas. Abraço!

23 03 2009
Rox F.

Perfeitamente o que eu quero fazer para esse final de semana!

17 04 2010
jonathas

nossa adorei eu sempre penso nisso e se Deus quizer vou sim viajar sozinho
deve ser ótimo sempre tive vontade.
adorei sua aventura abraçao e boa viagem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: