A Caverna de um Nerd

14 03 2008

Uma continuação do texto O Guia do Nerd, traduzido e baseado no A Nerd In A Cave do blog Rands in Repose.

A Caverna é uma casa intelectual. A cozinha é onde se come, a cama é onde se dorme, e a Caverna é onde se pensa. E todos possuem uma Caverna, sem exceções: é só segui-los pela casa. Pode ser desde um depósito cheio de tralhas até uma cozinha cheia de utensílios, mas existe uma Caverna em algum lugar específico da casa.

Mas a Caverna do nerd tem suas marcas únicas:

  • Um computador numa mesa com fácil conexão com a Internet. O fato de ter um computador sem conexão com a Internet é o mesmo do que ter um quarto realmente grande mas sem cama para poder dormir. Quando o nerd senta no computador e se vê sem acesso à Internet ele pensa: “Bem, eu poderia jogar Paciência, não?”. Mas o fato é que a Internet é a fonte de vida na Caverna, pois a conecta com o resto do mundo.
  • Recursos que literalmente cancelam o mundo, como uma porta ou fones de ouvido que reduzem ruídos. Essas coisas são um tanto quanto irritante para outras pessoas, mas vou falar disso mais pra frente.
  • Uma coleção aleatória de bugigangas que confortam o nerd. Isso varia muito de nerd para nerd, mas sempre existe pelo menos um objeto ou um talismã do qual o nerd não consegue se ver sem.
  • Algo para beber. O nerd não consegue se fixar na Caverna sem algo para beber. Pode ser desde um simples copo de água, passando por refrigerante ou até mesmo um energético. Essa bebida é uma pausa mental que serve para colocar as coisas na cabeça de um nerd no lugar certo, para que ele continue fazendo seu trabalho: “O que foi que eu acabei de fazer mesmo? Pra que serve isso? O que eu queria dizer?” [bebida] “Certo, de volta ao trabalho.”
  • Um layout bem definido. O nerd tem um grande conhecimento sobre o layout de sua Caverna. Todo mês, quando a faxineira resolve limpar a casa ele precisa parar por 30 minutos e então reajustar a posição das canetas, dos papéis, do monitor e de tudo mais. Claro, é ótimo que alguém esteja limpando tudo isso, mas o nerd prefere que NÃO TOQUEM NAS COISAS DELE.
  • Uma bela vista. Como a bebida, a vista é uma pausa mental, uma rota de escape para um lugar qualquer que dá uma breve alteração de perspectiva. É por isso que qualquer um em um escritório quer uma janela. Não é status, é um escape.

É um nome sinistro: Caverna. Se refere à um lugar escuro e estranho onde a qualquer momento você pode ser engolido por um monstro qualquer. Mas na verdade o propósito da Caverna não é isolar, e sim germinar. Vou explicar.

A Zona

Cada manhã de um final de semana, o processo do nerd é basicamente esse: Ele acorda, vai até o escritório, senta no computador, e vê o que está acontecendo no planeta. Uma vez que ele descobre que o céu não está caindo, ele vai até a cozinha, pega um pouco de pó de café e deixa a água fervendo. Enquanto a água está fervendo, ele volta para o computador e faz o que quer que seja que venha na mente dele. Pode ser algo sobre o Aquecimento Global ou até algumas opções de compra de celular. Olha só, a LG não presta. Por quê será… A água está fervendo! De volta para a cozinha, onde ele coloca o café em seu copo preferido. Ele precisa ficar parado por alguns minutos, o que significa, de volta para o computador! Certo, por quê os celulares da LG não prestam? Poucas funções? Design ruim? Um pouco dos dois, na verdade. O café está pronto, entao mais uma viagem para a cozinha para pegar o café e então, novamente, de volta para a Caverna.

Pra quem vê de fora, parece uma trabalheira, mas é algo instintivo. É uma rotina que tem apenas um propósito – entrar na Zona. O que é isso? É um lugar profundamente criativo onde a inspiração é construída. Tudo o que você considera como bonito, útil, ou divertido, vem de alguém que estava remexendo na Zona.

Uma vez que o nerd passou pela sua rotina matinal e entrou na Zona, ele está FORA DOS LIMITES. É sério. Invadir A Caverna e perturbar A Zona é o mesmo que ficar de pé na pré-estréia de Star Wars: O Império Contra-Ataca, pulando pela sala e gritando “DARTH VADER É O PAI DE LUKE SKYWALKER! DARTH VADER É O PAI DE LUKE SKYWALKER!”. Você não está apenas acabando com o humor do lugar, mas está acabando com um grande trabalho de criatividade. Pense sobre isso da próxima vez que você entrar numa Caverna com aquela pergunta inútil sobre quais sapatos você deveria usar.

Não, ele não vai atender o telefone. Na verdade, se o telefone puder ser ouvido significa que a Caverna está bem mal-planejada. E não, ele não vai escutar se você entrar e perguntar se ele quer sair hoje à noite. Nem da segunda vez. Isso não significa que ele esteja te ignorando, pois fazer isso significaria ter que usar preciosos ciclos do cérebro que ele precisa usar para A Zona… Ele REALMENTE não consegue te ouvir. Isso é o quão profundo ele está na Zona.

Não, ele não tem idéia de que já fazem quatro horas desde que ele fechou a porta e começou a digitar ferozmente. Realmente, a única coisa que ele sabe é: 1) quando o café acabou e 2) quando ele precisa ir ao banheiro.

Sim. Quando você consegue penetrar na Zona, existe uma chance de que ele seja um bundão idiota. Na verdade, ele pode até surtar.

O Surto

E é aqui que ele se arrepende.

Ninguém merece estar na posição de recebimento do Surto. Tudo o que você estava fazendo era ir vê-lo pra saber quando ele estaria pronto pois vocês combinaram de sair hoje. Mas, ele está na Zona e estava fazendo algo importante e QUEM É VOCÊ E O QUE VOCÊ QUER? O Surto é um brilho, uma voz elevada… algo feito para indicar que você ESTÁ IRRITANDO ELE com sua presença.

Não é justo, claro, mas pense da seguinte maneira: Se você andar até ele e dar um tapa no rosto dele, ele não vai pensar “Por quê você fez isso?”. Ele não vai perder tempo analisando a situação. O instinto será puro, primitivo e imediato: Ele vai te dar um tapa de volta.

A razão para essa reação irracional é um cérebro antiquado. Quatro milhões de anos atrás era uma vantagem no processo evolutivo responder à tapas o mais rapido possível pois eles provavelmente significavam que você iria ser comido vivo. Então, ao invés da reação do tapa passar por “Qual é a resposta mais racional?” ela vai direto para “Reaja imediatamente senão”. De alguma forma, O Surto tem a mesma reação. A invasão da Zona vai levar à esse ato primitivo que requer que o cérebro faça essas escolhas imediatas e irracionais.

Não é certo, e não é socialmente aceitável, e o nerd se arrepende das suas ações 30 segundos depois. Mas em 20 anos de nerdeza, a preocupação não foi acabar com O Surto, mas sim descobrir como controlá-lo.

O Lugar

Tente o quanto quiser, ele não consegue sempre entrar na Zona. Ele vai passar por todas as atividades padrões pré-Zona de seleção de música e bebida. Ele vai ajustar meticulosamente os cinco objetos essenciais em sua mesa e então irá começar a… jogar um MMORPG.

Esta não é A Zona… este é O Lugar. É bem parecido com A Zona em aparência, mas, mentalmente, é um mundo completamente diferente. Se A Zona é o fato de jogar a final do campeonato mundial de futebol, então O Lugar são as seguidas horas gastas em treino no dia anterior. Sim, ele está trabalhando, mas não está realmente construindo.

A regra é a seguinte: a sua pessoa pode interromper O Lugar com impunidade. Essa é a regra. Ele pode Surtar, mas se você o deixar quieto no Lugar assim como você o deixa trabalhar na Zona, você nunca o verá. Se você entrar no escritório para perguntar alguma coisa e ver polígonos coloridos girando e brilhando pela tela, você tem autorização para invadir. Enganos vão acontecer e você irá invadir A Zona pensando que é O Lugar, mas depois que ele se acalmar, ele terá que explicar a porque o que se parece com O Lugar é, na verdade, A Zona.

Outros Lugares

Nerds são recompensados por estrutura. Eles conseguem uma grande quantidade de dinheiro por gerar coisas tecnológicas úteis que funcionam. Claro, são artistas, mas é uma arte de padrões, repetições, estruturas e eficiência (e sem dúvida, sexy). Isso não deixa dúvidas que os lugares que eles constroem em suas casas ou em suas mentes são igualmente bem-definidos.

O risco nesses lugares é o mesmo risco em todos os outros lugares confortáveis. No conforto, eles se esquecem de que as coisas mais interessantes estão acontecendo lá fora.

 

(Com a ajuda de Tenko)


Ações

Information

4 responses

15 03 2008
O Guia do Nerd « A vida de um universitário

[…] nerd constriu uma caverna para si mesmo. Já escrevi sobre A Caverna, me baseando no texto The Cave, do mesmo autor deste guia, mas aqui está o essencial. A Caverna […]

18 03 2008
Vida Universitária - O blog dos universitários » Vida Universitaria

[…] nerd constriu uma caverna para si mesmo. Já escrevi sobre A Caverna, me baseando no texto The Cave, do mesmo autor deste guia, mas aqui está o essencial. A Caverna […]

26 08 2009
simara

bem interessante essa história…

nerd to afim de vc e ai vai rolar?/

27 08 2009
Henrique Miraldo

Vixi, só lamento, já tenho dona😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: